Após casos de agressões e assalto a recenseadores, IBGE faz apelo para que população receba bem servidores e responda Censo

0
271

 de identificar a população por sexo e idade, o Censo traz um questionário robusto, que segue rigorosamente as recomendações da ONU para saber como está a vida da população. (Foto: Reprodução)

Com a estimativa de visitar 1,3 milhões de domicílios na Paraíba, durante o Censo 2022, que segue pelos próximos dois meses, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) alerta para os casos de agressões contra os recenseadores. Nas últimas semana, diversos servidores foram alvos de ações de criminosos que além de agredir, levaram equipamentos das equipes.

Em contato com o ClickPB, a assessoria do órgão explicou que os servidores exercem uma função essencial para o país e que os equipamentos não possuem valor nenhum de mercado. “O IBGE adverte que seus agentes censitários e recenseadores são servidores públicos federais no exercício de suas funções, portando equipamentos que são patrimônios públicos federais. Tais equipamentos são dotados de sistemas de rastreamento, apagamento e bloqueio das funções e do conteúdo; portanto, sem valor no mercado”, destacou.

“Importante esclarecer que os dados nos DMCs (Dispositivos Móveis de Coleta) são criptografados e transmitidos logo após as entrevistas. Em caso de necessidade ou urgência, todos os dados e programas são destruídos automaticamente (remotamente) na primeira operação ou qualquer conexão que o equipamento fizer à Internet. Esse mecanismo impede o acesso aos dados coletados, garantindo o total sigilo dos questionários ou informações”,

Além de identificar a população por sexo e idade, o Censo traz um questionário robusto, que segue rigorosamente as recomendações da ONU para saber como está a vida da população. Segundo o IBGE, os recenseadores têm enfrentado desafios em campo que vão além dos assaltos e agressões como, por exemplo, a recusa de alguns moradores em responder o questionário.

“Há o constante pedido do IBGE para que a população receba bem os recenseadores e participe da pesquisa. Os resultados deste Censo Demográfico irão revelar um retrato atual da realidade de cada localidade brasileira e, assim, podem contribuir para a elaboração de políticas públicas que atendam às necessidades das diferentes regiões. Além disso, essas informações poderão servir como base para o exercício da cidadania”, destacou o órgão.

De acordo com a coordenação nacional de comunicação social do IBGE, no Rio de Janeiro, um balanço geral do Censo está previsto para ser divulgado no fim do mês com mais detalhes do andamento das pesquisas nos domicílios brasileiros.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui