Início Campina Grande Bruno projeta a criação de 1.300 novos empregos em Campina Grande, a...

Bruno projeta a criação de 1.300 novos empregos em Campina Grande, a partir de 2021

4
0
COMPARTILHAR

Bruno Cunha Lima troca PSDB pelo Solidariedade e assume comando do partido na PB

A geração de até 1.300 empregos em Campina Grande, para garantir a recuperação da economia da cidade, no período 2021 do pós-pandemia, foi projetada pelo prefeito eleito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), durante entrevista à Rádio Panorâmica FM, no início da tarde desta sexta-feira, 20.

Bruno revelou que, tão logo saiu o resultado da eleição, vem tomando iniciativas que já asseguram a  transformação das propostas de campanha em  realidade.

Na entrevista ao radialista Max Silva, Bruno já anunciou a criação de, pelo menos, 1.300 novos empregos, por uma grande empresa, sediada em Campina Grande, que vai ampliar os serviços a partir de 2021. A informação foi consolidada após uma recente reunião dele com diretores do grupo.

Na reunião, Bruno garantiu incentivos fiscais, por parte da Prefeitura, para que essa ampliação seja possível. O novo prefeito adiantou que manteve contato com uma outra grande empresa, com sede em Estado nordestino, mas que opera em Campina Grande, solicitando a implantação de um Centro de Distribuição no Município, o que pode garantir a geração de mais 500 empregos.

“Temos um saldo, ai, de expectativa para 2021, de gerar mais três ou quatro mil empregos, na cidade, entre a montadora de veículos Cab Motors,bque vai se instalar e é provável que, já no segundo semestre do ano que vem, já comece com atividade, além dessas duas empresas”, destacou Bruno.

De acordo com Bruno, as duas empresas com as quais tratou, na manhã desta sexta-feira, já operam na cidade. No entanto, o resultado da eleição, no último domingo, criou uma perspectiva de futuro e confiança para investimento e ampliação dos negócios em Campina.

_Apoio ao microempreendedor_

O prefeito eleito voltou a destacar o apoio ao micro e pequeno produtor, como mais uma iniciativa de grande relevância para a geração de emprego e renda e a consequente retomada do crescimento econômico da cidade. “Não podemos falar só na atração de novos negócios e novos empregos. A gente tem que falar também na preservação dos que já existem, de apoiar o que já está aqui”, disse, lembrando o programa de microcrédito, anunciado durante a campanha.

Conforme assegurou, o projeto já vai ser debatido nos próximos dias, na Câmara Municipal, dentro da Lei Orçamentária Anual, uma vez que os recursos para sua execução serão, inicialmente, apenas do município. Bruno lembra que o Crédito Cidadão será o maior programa de incentivo aos micro e pequenos empreendedores da história de Campina, garantindo empréstimos de até R$ 4 mil, com carência de quatro meses, 14 meses para pagar e, se todas as parcelas estiverem em dia, as duas últimas serão quitadas pelo município e, assim, o empreendedor poderá se habilitar a um novo empréstimo.

Bruno anunciou ainda que já manteve contato com a direção da Caixa Econômica Federal e que, nos próximos dias, fará contato com a direção do Banco do Nordeste, no sentido de fechar parcerias para atender os casos em que haja necessidade de empréstimos com valores acima de R$ 4 mil. O objetivo é fazer com que a Prefeitura Municipal possa servir como avalista para os micro e pequenos empresários, que não podem fazer operações junto aos bancos oficiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui