Governador explica exonerações de auxiliares

0
360

Da Redação de João Pessoa (Hacéldama Borba). Publicado em 2 de maio de 2019 às 11:38.

Buscando afastar a crise do centro do seu governo por conta de ex-auxiliares investigados pela Operação Calvário, o governador João Azevêdo afirmou à imprensa, que as exonerações do ex-secretário de Planejamento Waldson de Souza e do ex-procurador-geral Gilberto Carneiro foram tão somente um processo de mudança, cuja ação é um ato normal e recorrente em qualquer administração pública.

A declaração do governador foi dada nesta quinta-feira (2), por ocasião da abertura do Movimento Maio Amarelo de conscientização para redução de acidentes de trânsito, solenidade ocorrida no auditório Sergio Bernardes, no Hotel Tambaú, em João Pessoa.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Sob as indagações da imprensa, Azevêdo tratou de dissipar os fatos de que sua decisão tenha sido por conta das investigações do Ministério Público.

“A mudança dentro do governo é natural e acontece e isso estava sendo pensando desde os cem primeiros dias de gestão e vai acontecer outras mudanças até o final do mandato. Isso é óbvio. Mudança de secretários acontece normalmente. Isso está previsto e nós vamos fazer e continuar fazendo”, disse.

O governador afirmou ainda que sua gestão vai continuar fazendo tudo que a Paraíba espera em termos de desenvolvimento e investimento em todas as áreas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui