segunda-feira, fevereiro 26, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioManchetesParlamentares do PSL na Paraíba estão se estranhando quanto aos rumos da...

Parlamentares do PSL na Paraíba estão se estranhando quanto aos rumos da legenda no Estado.

Da Redação*. Publicado em 9 de abril de 2019 às 9:23.

Parlamentares do Partido Social Liberal (PSL) na Paraíba estão se estranhando quanto aos rumos da legenda no Estado.

O fato é que o presidente do PSL na Paraíba, deputado federal

Da Redação*. Publicado em 9 de abril de 2019 às 9:23.

Parlamentares do Partido Social Liberal (PSL) na Paraíba estão se estranhando quanto aos rumos da legenda no Estado.

O fato é que o presidente do PSL na Paraíba, deputado federal Julian Lemos, refutou a informação de que o Diretório teria filiado 100 novos membros, através do deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), após uma reunião com representantes da direita em João Pessoa.

Foto: Paraibaonline

Julian (foto), que emitiu uma nota à imprensa sobre o assunto, classificou as adesões capitaneadas por Moacir como “movimento ilegítimo e ardiloso”.

Em entrevista nesta terça-feira, 9, Lemos mandou um recado para Moacir afirmando que o deputado “está com muita sede ao pote, quer botar banca e já sentar na janela”.

– Primeiro quero dizer que Moacir não tem condição de puxar o tapete de ninguém. O que acontece é que o deputado está com muita sede ao pote. Ele chegou agora e já quer sentar na janela. Ele se juntou com pessoas que não são do PSL. O Moacir não liga, não faz nada e aí se junta com meia dúzia de pessoas para tumultuar – reprovou.

O presidente do partido frisou que vai entrar com uma ação contra Moacir junto à Comissão de Ética da legenda, pois, segundo ele, o deputado está “desconectado com a realidade e sequer conhece o regimento”.

– Ele, sequer, conhece o regimento do partido e sai falando aquelas abobrinhas. Se ele achar ruim, já está liberado para ir para qualquer partido. Quem está sendo antidemocrático é ele, que fez uma reunião às escuras, não permitiu que integrantes do PSL participassem e ficou só naquela panelinha, e depois saiu dizendo que filiou 100 pessoas. É mentira, eu estou dizendo que é mentira – criticou.

Julian ainda destacou que não acredita que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), irmão de Moacir, esteja por trás dessa ação, e que o deputado estadual não tem “lastro para querer conspirar” contra ele.

– Não tem nenhum tipo de conspiração em Brasília porque ele [Moacir] não tem lastro para isso. Ele não tem lastro para querer conspirar contra mim, porque nem espaço ele tem e nem moral política para isso. Conspiração? Ele pode ter vontade, mas força ele não tem. Esse tipo de postura é desagregadora. É o famoso ‘confuseiro’, gosta de moído, mas eu não sou uma pessoa de conversa longa. O PSL é um partido tranquilo, mas de repente começa a insurgência de alguém que nunca fez nada para o partido estar onde está. Liderança de que Moacir é? Se não fosse o irmão dele, nem eleito ele estava. Se ele quiser cantar de galo, que vá cantar em outro terreiro – reforçou.

Sobre as eleições para a presidência da legenda na Paraíba, Julian frisou que acontecerá no tempo oportuno, como qualquer partido.

*Informações da Correio FM

, refutou a informação de que o Diretório teria filiado 100 novos membros, através do deputado estadual Moacir Rodrigues (PSL), após uma reunião com representantes da direita em João Pessoa.

Foto: Paraibaonline

Foto: Paraibaonline

Julian (foto), que emitiu uma nota à imprensa sobre o assunto, classificou as adesões capitaneadas por Moacir como “movimento ilegítimo e ardiloso”.

Em entrevista nesta terça-feira, 9, Lemos mandou um recado para Moacir afirmando que o deputado “está com muita sede ao pote, quer botar banca e já sentar na janela”.

– Primeiro quero dizer que Moacir não tem condição de puxar o tapete de ninguém. O que acontece é que o deputado está com muita sede ao pote. Ele chegou agora e já quer sentar na janela. Ele se juntou com pessoas que não são do PSL. O Moacir não liga, não faz nada e aí se junta com meia dúzia de pessoas para tumultuar – reprovou.

O presidente do partido frisou que vai entrar com uma ação contra Moacir junto à Comissão de Ética da legenda, pois, segundo ele, o deputado está “desconectado com a realidade e sequer conhece o regimento”.

– Ele, sequer, conhece o regimento do partido e sai falando aquelas abobrinhas. Se ele achar ruim, já está liberado para ir para qualquer partido. Quem está sendo antidemocrático é ele, que fez uma reunião às escuras, não permitiu que integrantes do PSL participassem e ficou só naquela panelinha, e depois saiu dizendo que filiou 100 pessoas. É mentira, eu estou dizendo que é mentira – criticou.

Julian ainda destacou que não acredita que o prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), irmão de Moacir, esteja por trás dessa ação, e que o deputado estadual não tem “lastro para querer conspirar” contra ele.

– Não tem nenhum tipo de conspiração em Brasília porque ele [Moacir] não tem lastro para isso. Ele não tem lastro para querer conspirar contra mim, porque nem espaço ele tem e nem moral política para isso. Conspiração? Ele pode ter vontade, mas força ele não tem. Esse tipo de postura é desagregadora. É o famoso ‘confuseiro’, gosta de moído, mas eu não sou uma pessoa de conversa longa. O PSL é um partido tranquilo, mas de repente começa a insurgência de alguém que nunca fez nada para o partido estar onde está. Liderança de que Moacir é? Se não fosse o irmão dele, nem eleito ele estava. Se ele quiser cantar de galo, que vá cantar em outro terreiro – reforçou.

Sobre as eleições para a presidência da legenda na Paraíba, Julian frisou que acontecerá no tempo oportuno, como qualquer partido.

*Informações da Correio FM

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments