sexta-feira, fevereiro 23, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioGovernoPolícia mira exploração sexual infantil em operação

Polícia mira exploração sexual infantil em operação

A Polícia Civil  cumpre  na manhã desta quinta-feira (28) três mandados de buscas e apreensão em Campina Grande na 4ª fase da Operação Luz da Infância contra crimes de abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes praticados na internet, além de armazenamento, compartilhamento e produção de pornografia infantil.

A informação foi confirmada ao Portal MaisPB pelo delegado-geral da Polícia Civil da Paraíba, Isaías Gualberto. De acordo com ele, os policiais ainda estão em ação e averiguando o conteúdo  alvo das denúncias. Caso se confirme o fato, o material e prováveis suspeitos presos deverão ser levados para a sede da Policia Civil na Rainha da Borborema.

Além da Paraíba, a operação  que é coordenada pela Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, ocorre nos outros 25 estados e Distrito Federal. Ao todo são cumpridos 266 mandados de busca e apreensão em 133 cidades do país.

Até ás 8h de hoje cerca de 50 pessoas já tinham sido presas no Brasil. O ministro Sérgio Moro deverá conceder uma entrevista coletiva pela manhã onde estará detalhando pontos da operação.

De acordo com o coordenador do Laboratório Laboratório de Inteligência Cibernética da Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça, Alessandro Barreto, nas primeiras fases da Luz da Infância  já foram presas cerca de 400 pessoas.

Segundo ele, a pena para quem armazena o conteúdo pode variar de um a quatro anos de prisão, três a seis anos para compartilhamento e para quem produz entre quatro e oito anos de detenção.

Em entrevista à Globo News, ele fez um alerta aos pais sobre os perigos internet e recomentou atenção sobre os cuidados com quem os filhos estão se relacionando através das mídias digitais.

“Nossos pais sempre falam: não conversem com estranhos na rua, mas esquece de dá essas orientação aos seus filhos online. Então, os abusadores encontram na internet um terreno fácil através de redes sociais, de sites e aplicativos para cooptar as crianças e cometerem crimes. Pedimos aos pais e familiares que tenham atenção com os filhos”, destacou.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments