terça-feira, junho 18, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioCidadesNa Assembleia, Comissão aprova projeto que proíbe hospitais cobrarem taxa extra por...

Na Assembleia, Comissão aprova projeto que proíbe hospitais cobrarem taxa extra por uso de TV e ar-condicionado

A Comissão de Saúde, Saneamento, Assistência Social, Segurança Alimentar e Nutricional, da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realizou reunião, na manhã desta quarta-feira (30), e apreciou 21 Projetos de Lei, dos quais 19 foram aprovados e dois adiados por pedidos de vista. Na oportunidade, a comissão rejeitou, por unanimidade, todos os três vetos do Poder Executivo a projetos de lei propostos pelos parlamentares.

Entre as matérias aprovadas destaca-se o projeto de Lei de autoria do presidente da ALPB, Adriano Galdino, que veda a cobrança de valor adicional pelo uso de equipamentos suplementares em leitos de hospitais, clínicas, maternidades e demais unidades congêneres no Estado.

O projeto, segundo Galdino, tem a finalidade de proibir cobrança por uso de ar-condicionado, televisão e internet nos hospitais do Estado. A vedação também é válida para os planos de saúde. “A cobrança extra é comum e abusiva, pois afronta a dignidade da pessoa, já que geralmente ocorre em situações de fragilidade do paciente. Não se trata de luxo ou privilégio, mas de resguardar o mínimo de conforto e qualidade”, ressaltou o autor da propositura.

Outro importante Projeto de Lei, de autoria da deputada Camila Toscano (PSDB), institui no Estado da Paraíba, a cobertura do seguro de acidentes pessoais coletivos em eventos artísticos, desportivos, culturais e recreativos com renda resultante da cobrança de ingressos.

Com relação aos vetos, o presidente da Comissão, Dr. Érico, disse que vai reunir os demais parlamentares que presidem as comissões temáticas da Assembleia Legislativa, sob a liderança do presidente Adriano Galdino (PSB), no sentido de estabelecer um diálogo com a área técnica do Governo do Estado.

O deputado lembra que essa discussão já foi levantada no plenário e tem se disseminado no âmbito das comissões. “Precisamos ter um contato maior com esses assessores, se possível com a presença deles aqui na Casa sobre os vetos, para que possamos entrar num entendimento. A nossa função, enquanto parlamentares é produzir leis que beneficiem a sociedade e alguns vetos realmente não se justificam”, explicou.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments