sábado, abril 20, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioEducação e CulturaProfessores da UEPB decidem não paralisar nos dias 03 e 04 e...

Professores da UEPB decidem não paralisar nos dias 03 e 04 e mantém rejeição a MP congela salários

Os professores da Universidade Estadual da Paraíba – UEPB não paralisarão suas atividades amanhã e na sexta-feira (04/03), como atividades de mobilização da campanha salarial 2016 e mantiveram a posição de rejeição da MP 242, que congela salários e progressões, a ser apresentada durante a negociação entre os representantes do Governo do Estado e o Fórum dos Servidores Estaduais. Estas decisões foram tomadas na assembleia geral extraordinária da categoria, realizada hoje de manhã (02/03), em Campina Grande.

Além dessas deliberações, os professores também decidiram que apresentarão ao Governo do Estado uma pauta de reivindicações que inclui uma reposição salarial de 15,97%, de perdas salariais acumuladas nos últimos anos, a retomada das progressões previstas no PCCR da categoria e a instalação da mesa técnica de negociação permanente com a participação da gestão da UEPB, do Governo do Estado e da ADUEPB, conquistada na última greve da categoria.

Mesmo rejeitando na paralisação de amanhã e na sexta-feira, os docentes decidiram que na data que em Medida Provisória 242 for colocada em votação na Assembleia Legislativa, toda categoria suspenderá as aulas para acompanhar a tramitação da matéria, em João Pessoa.

Para ampliar a mobilização da categoria, a ADUEPB implantará nos próximos dias um calendário de mobilização, que incluirá atividades em todos os campi da universidade, com participações em reuniões de departamento e centros e a realização de uma assembleia conjunta com servidores e estudantes.

MOÇÃO

Ainda na Assembleia Extraordinária, os professores aprovaram uma moção de solidariedade aos estudantes da UFPB que realizam uma greve de fome, acorrentados a grades da entrada da Reitoria da instituição, reivindicando políticas de assistência estudantil que atenda as necessidades do segmento.

Fonte: Ascom

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments