domingo, maio 19, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioParaíbaServidores de Riachão do Bacamarte continuam sofrendo com atraso de salário

Servidores de Riachão do Bacamarte continuam sofrendo com atraso de salário

O Sintab Riachão do Bacamarte, vem a público denunciar que desde 2013 os servidores efetivos da cidade sofrem com o atraso de seus salários, o que levou o sindicato a provocar o Ministério Público Estadual e este ajuizou uma Ação Civil Pública de nº 0000763-35.2013.815.0201, que obrigava o município a pagar até o décimo dia do mês subsequente seus trabalhadores.

No entanto, o gestor descumpriu a sentença ao continuar a atrasar em 2014 os vencimentos dos servidores, o que levou a Promotora Dra. Cláudia Cabral Cavalcante a firmar em 28 de Outubro de 2014, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), no qual o gestor mais uma vez se comprometeu a pagar todos os trabalhadores até o dia 10 do mês subsequente, com pena de multa de 5 mil Reais por seu descumprimento. Ocorre que o Prefeito Constitucional do Riachão do Bacamarte, Sr. José Gil Mota Tito, além de descumprir ACP, descumpriu também o TAC assinado no Ministério Público, na presença de servidores, da promotora e dos advogados das partes.

O prefeito recorreu à justiça com pedindo a anulação da ação que o obriga a pagar os servidores municipais efetivos em dia, com a justificativa de que não existe no Município de Riachão do Bacamarte, desde que fora firmado o TAC, um servidor sequer que não esteja com seus vencimentos em dia. O que configura uma afronta a lei, e uma grande falta de respeito com os trabalhadores desta cidade, que até o dia 26 de Janeiro de 2016, com exceção dos garis e do pessoal de apoio, todos os demais trabalhadores não receberam seus vencimentos referente ao mês de Dezembro de 2015.

O Sintab de Riachão do Bacamarte repudia essa prática e irá combater junto com os servidores esta total falta de respeito às leis e as pessoas que servem ao município. Os servidores já se mostraram dispostos a lutar até às últimas consequências por seus direitos.

Fonte: Ascom

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments