terça-feira, junho 18, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioCampina GrandeSob alerta nacional, Prefeitura de C,G orienta unidades de saúde para notificação...

Sob alerta nacional, Prefeitura de C,G orienta unidades de saúde para notificação e exames em crianças com sintomas de hepatite aguda

Campina Grande ainda não tem registros da doença, mas como a comunicação de risco vale para todo o país, já está em trabalho preventivo.

A doença tem causado dor muscular em crianças, náusea, vômito, desânimo, fadiga, febre, dor abdominal, diarreia, icterícia. Em casos graves, a insuficiência hepática aguda é acompanhada de encefalopatia, que afeta o cérebro. (Foto: Codecom-CG/Arquivo)

A Prefeitura de Campina Grande deu início a implantação das medidas de prevenção e monitoramento para a notificação de possíveis casos de hepatite aguda em crianças do município. O estado de alerta foi iniciado após o registro de hepatite aguda em crianças no Rio de Janeiro e no Paraná e com a iniciativa do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS), de monitorar os casos. As unidades de saúde de Campina foram orientadas a reportar os casos através do formulário online e a colher exame SWAB nasal, amostras de sangue e fezes dos pacientes para que sejam enviados ao Laboratório Central (LACEN-PB).

Campina Grande ainda não tem registros da doença, mas como a comunicação de risco vale para todo o país, já está em trabalho preventivo. A doença tem causado dor muscular em crianças, náusea, vômito, desânimo, fadiga, febre, dor abdominal, diarreia, icterícia. Em casos graves, a insuficiência hepática aguda é acompanhada de encefalopatia, que faz com que o cérebro deixe de funcionar corretamente, chegando até ao coma.

“Os casos precisam ser notificados em até 24 horas, após a suspeita, porque se trata de um evento de risco monitorado mundialmente, então precisamos dar respostas aos serviços de controle de saúde pública para mitigar a disseminação dessa nova forma da hepatite”, explicou o diretor de Vigilância em Saúde, o sanitarista Miguel Dantas,

A síndrome clínica entre os casos identificados é a hepatite aguda (inflamação do fígado) com enzimas hepáticas acentuadamente elevadas. Muitos casos relataram sintomas gastrointestinais, incluindo dor abdominal, diarréia e vômito antes da apresentação de hepatite aguda grave e aumento dos níveis de enzimas hepáticas, porém nenhum paciente apresentou diagnóstico positivo para as hepatites A, B, C, D e E. A faixa etária atingida no Brasil e em outros países é entre 1 mês de vida e 16 anos de idade.

CIEVS CG

Em breve, Campina Grande deve passar a fazer parte da Rede CIEVS, com uma unidade avançada de inteligência epidemiológica no município, com cobertura de toda a área metropolitana, para integrar esse sistema que está interligado com os órgãos sanitários do mundo todo na busca por investigação e resposta rápida e eficaz a eventos epidemiológicos e sanitários, de interesse global, como a pandemia da covid-19 e o surto de microcefalia causado pela Síndrome Congênita do Zika Vírus, por exemplo, cuja descoberta da causa foi identificada por uma médica da Prefeitura de Campina Grande, à época.

fonte clikpb

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments