sábado, abril 20, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioCampina GrandeUniversidade Estadual da Paraíba realiza mutirão contra o mosquito aedes aegypti no...

Universidade Estadual da Paraíba realiza mutirão contra o mosquito aedes aegypti no Câmpus de Bodocongó

UEPB_contra_-Zika_dengueApesar de o expediente da tarde desta quarta-feira (10) ser ponto facultativo na Universidade Estadual da Paraíba (UEPB), um grupo de professores, técnicos administrativos e funcionários terceirizados da Instituição, liderados pelo reitor Rangel Junior, promoveu um mutirão contra o mosquito aedes aegypti, no Câmpus de Bodocongó, em Campina Grande.

Mobilizados a combater o vetor de doenças como a dengue, chikungunya e zika, os voluntários da UEPB percorreram toda a área do Câmpus, onde ficam localizados a Central de Integração Acadêmica, Reitoria, o Centro de Ciências e Tecnologia (CCT) e o Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS), para identificar e eliminar possíveis focos do mosquito.

Cada objeto ou recipiente que poderia facilitar a proliferação do aedes foi retirado do local e depositado em espaços adequados para descarte sem riscos para a saúde das pessoas. Nos pontos onde as equipes não puderam retirar os materiais, foi feita marcação no local para que a partir desta quinta-feira (11) a Pró-Reitoria de Infraestrutura (PROINFRA) realize a retirada e proceda as ações para limpeza das áreas.

Segundo o reitor Rangel Junior, se faz cada vez mais necessário que as pessoas estejam engajadas a erradicar o mosquito, fazendo a sua parte, para o bem de todos. E esse foi o objetivo do mutirão: a UEPB fazer a sua parte para evitar que focos do mosquito existam na sua área e, ainda, chamar a atenção das pessoas para a importância de todos estarem atentos a este grande problema de saúde pública.

As atividades do mutirão foram realizadas durante toda a tarde. Ao final da ação, o reitor avaliou que este tipo de iniciativa tem uma importância social significativa e constatou que os problemas identificados foram mais do que os esperados. “Verificamos que há situações que precisam de atenção e já vamos assegurar um processo de limpeza permanente, cotidiano e cuidadoso no Câmpus. O mutirão ajudou a perceber estes problemas e a identificar que o problema também é de educação, uma vez que vimos muito lixo descartado inadequadamente, de pessoas que usam copos, pratos e marmitas descartáveis e jogam em qualquer lugar”, disse Rangel.

Nesse sentido, a Universidade vai reforçar também ações de conscientização, conforme o reitor, “porque as pessoas precisam ter cuidado com seu lixo, com o descarte adequado de resíduos sólidos. Desta forma, a sociedade como um todo sai ganhando”.

Fonte: Ascom

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments