terça-feira, junho 18, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioCidadesVereador de Alhandra deverá perder mandato depois de ser condenado por chamar...

Vereador de Alhandra deverá perder mandato depois de ser condenado por chamar o prefeito de ‘ladrão, imbecil e palhaço’

Nesta terça-feira (26), a juíza Daniere Ferreira de Souza negou liminar do vereador que queria suspender o processo de extinção de seu mandato.

O mandato do vereador Jeremias é bastante “movimentado” e cheio de debates acalorados no plenário e fora dele (Foto: Reprodução)

O vereador de Alhandra, Jeremias, está prestes a perder o seu cargo na Câmara Municipal devido a uma condenação criminal transitada em julgado. De acordo com informações recebidas

e veiculadas também no programa Arapuan Verdade, da rádio Arapuan FM, após a condenação a Câmara de Alhandra instaurou um processo de extinção do mandato de Jeremias Nascimento dos Santos.

Nesta terça-feira (26), a juíza Daniere Ferreira de Souza negou liminar do vereador que queria suspender o processo de extinção de seu mandato. Com essa decisão e o processo criminal transitado em julgado, o processo de extinção do mandato de Jeremias deverá continuar correndo até sua conclusão. Segundo documento obtido pelo ClickPB, a suplente do cargo, Regiane dos Santos, já foi comunicada da possível abertura de vaga que poderá assumir. Também foi aberto prazo de dez dias para que o vereador Jeremias fizesse sua defesa no processo de extinção de seu mandato. Porém, o vereador perdeu o prazo para recurso na Câmara e defesa no processo.

A perda dos direitos políticos do vereador Jeremias foi solicitada devido a condenação criminal transitada em julgado. O vereador havia sido acionado judicialmente pelo prefeito de Alhandra, Marcelo Rodrigues da Costa, sob acusação de calúnia e injúria. Na queixa-crime oferecida contra Jeremias, Marcelo relata que no ano de 2015 foi alvo de agressão verbal e teve sua honra, imagem e reputação agredidas por Jeremias durante exibição de programa de rádio. Jeremias teria chamado o prefeito de ladrão, ridículo, imbecil e palhaço.

Ao fim do processo, o vereador Jeremias foi condenado a uma pensa de dois anos e três meses de detenção e 80 dias-multa em regime inicial aberto. Posteriormente a pena foi substituída por duas restritivas de direito na modalidade prestação de serviços à comunidade e prestação pecuniária, no valor de um salário-mínimo.

Mandato turbulento

O mandato do vereador Jeremias é bastante “movimentado” e cheio de debates acalorados no plenário e fora dele. Em agosto de 2021, o vereador Jeremias usou a tribuna para disparar falas de intolerância religiosa contra colegas vereadores e contra o deputado Branco Mendes. Ele chegou a dizer que Branco Mendes “entregou a alma ao cão. Odeia evangélicos. O deputado Branco Mendes, quando vereador em Alhandra tomou banho de 20 litros de sangue de bode”.

Já em março de 2021 o vereador ganhou repercussão por criticar o fechamento de igrejas durante a pandemia enquanto que os cabarés estariam abertos normalmentel. Ele chegou a dizer que “comenta-se que lá no Cabaré está funcionando a todo vapor. É de descer o suor. Eu não sei onde está o distanciamento dentro de um cabaré, de uma zona de um prostíbulo”.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments