domingo, maio 19, 2024
No menu items!
Google search engine
InícioCampina GrandePadre revela o que é a Misericórdia de Deus, segundo o Evangelho...

Padre revela o que é a Misericórdia de Deus, segundo o Evangelho de Lucas, em catequese quaresmal na Catedral de Campina Grande

O Padre André Vital, dehoniano, Mestre em Sagrada Escritura e professor do Seminário Diocesano São João Maria Vianey, foi o convidado da Catedral de Nossa Senhora da Conceição, de Campina Grande, para a realização da primeira, de uma série de três catequeses quaresmais que a Catedral vai realizar, neste período da Quaresma. Esta primeira formação foi realizada na própria Catedral, no centro da cidade.

Segundo o Pe André Vital, a Misericórdia de Deus foi revelada à humanidade através do seu filho, Jesus Cristo, conforme explica o Evangelho de Lucas. “Não podemos ser misericordiosos sem a misericórdia de Deus. Não podemos praticar a misericórdia a partir dos nossos próprios critérios”. Durante a formação, ele explicou em detalhes as Parábolas da Misericórdia contidas no Evangelho de Lucas, que representam, segundo ele, “o relato mais sintético que Jesus faz da misericórdia de Deus”.

Para o padre, Lucas se distingue dos outros evangelistas (Mateus, Marcos e João) por uma maneira peculiar e ‘artística’ de relatar os fatos. “É o evangelista da manifestação do carinho de Deus e da sua amizade para com as pessoas (dos pobres aos pecadores, dos pagãos e dos valores humanos, das mulheres, especialmente Maria)”. Ele detalhou o que considera “os vários rostos da misericórdia”, contidos no Evangelho de São Lucas:

– Perdão: Os dois devedores (Lc 7, 36-50);

– Proximidade: O Bom Samaritano (Lc 10, 35-37);

– Procura do Perdido: A Ovelha Perdida, a Dracma Perdida, os Filhos Perdidos (Lc 15);

– Sensibilidade Humana: O Rico e o Pobre Lázaro (Lc 16, 19-31);

– Perseverança e Fé: O Juiz e a Viúva (Lc 18, 1-8);

– Humildade: O Fariseu e o Publicano no Templo (Lc 10, 9-14).

O Verdadeiro Amor – Padre André falou sobre o verdadeiro amor, apresentado por Jesus ao dar a vida pela humanidade. “Nós temos o desejo de amar a Deus, mas não podemos afirmar que amamos Deus. Quem dá maior amor é quem dá a vida. Jesus nos amou, pois Ele deu a vida por nós”. Ainda segundo o padre, as pessoas estão sempre dizendo que se amam, “mas na hora do sacrifício pelo outro vemos outra realidade”, pois “o necessário para a vida é contribuir para a felicidade do outro”.

E, neste contexto, ele lembrou que é o amor cristão que “nos impulsiona para a caridade”. O padre lembrou que o próprio Papa Francisco pediu aos cristãos que se abram e procurem os mais necessitados. “O Papa Francisco pede para sairmos da nossa comodidade e irmos ao encontro dos que precisam”.

O verdadeiro perdão – Pe André falou da experiência do perdão, vivenciada apenas por aquele que, em primeiro lugar, se coloca como pecador. “A misericórdia só pode ser vivenciada por quem é pecador. Nós não podemos relativizar o nosso pecado. Como posso fazer a experiência do perdão se não me reconheço como pecador?”, questionou.

Ele finalizou destacando ser importante para os cristãos não confundir misericórdia com cumplicidade. “Não se pode fazer de conta que nada aconteceu”. E deixou uma mensagem para os fiéis: “lembrem-se que o coração do Evangelho é a misericórdia”.

Ao final, Padre Luciano Guedes, pároco da Catedral, agradeceu a todos a presença e confirmou para o próximo dia 03 de março a próxima catequese quaresmal, com o Padre Leonildo. “Neste dia, vamos viver a parte mais prática desta catequese, destacando as sete obras da misericórdia”, lembrou ele.

Fonte: Ascom

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Advertisment -
Google search engine
Google search engine

Most Popular

Recent Comments