TAC resolve problemas no Hospital da Criança em Campina Grande

0
341

A Secretaria de Saúde de Campina Grande firmou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Ministério Público da Paraíba e o Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) em que se compromete em adquirir os medicamentos e as roupas hospitalares que faltam no Hospital da Criança e do Adolescente de Campina Grande, além de garantir a isonomia salarial entre os médicos da unidade hospitalar. O TAC foi assinado na tarde desta quinta-feira (30), na sede da Promotoria em Campina Grande.

Em fiscalização realizada pelo CRM-PB na última segunda-feira (27), foram constatadas diversas inconformidades no hospital e o Conselho deu um prazo de sete dias para que esses principais problemas fossem sanados, sob risco de interdição ética dos médicos. Durante a fiscalização também foram constatadas a superlotação e a manutenção predial precária.

“Ficamos satisfeitos com a garantia da Secretaria de Saúde em resolver esses problemas mais graves o mais breve possível. Este hospital é muito importante para a população da região e é preciso que funcione de forma satisfatória. Também foi muito importante a equiparação salarial entre os médicos do hospital”, destacou o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

Participaram da audiência desta quinta-feira no MP, a promotora Adriana Amorim, a secretária municipal de Saúde, Luzia Pinto, o secretário municipal de Administração Paulo Roberto de Oliveira e o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano de Morais.

enoticia com maispb

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui